Um levantamento da Folha de São Paulo aponta que pelo menos 26 mil doses vencidas da vacina AstraZeneca foram aplicadas em diversos postos de saúde do país. No estado de Sergipe, é possível observar a administração de 15 doses que estavam fora da validade.

Os dados constam de registros oficiais do Ministério da Saúde e foram divulgados nesta sexta-feira, 2.

Até o dia 19 de junho, os imunizantes com o prazo de validade expirado haviam sido utilizados em 1.532 municípios brasileiros e, inclusive, em cidades do estado de Sergipe.

A maioria das doses aplicadas depois da validade é do lote 4120Z005, cujo prazo era até o dia 14 de abril. As vacinas vencidas aplicadas em Capela, que apresentou o maior número entre os municípios do estado, foram deste lote.

Além disso, outras 114 mil doses da vacina AstraZeneca que foram distribuídas a estados e municípios dentro do prazo de validade já expiraram. Não está claro se foram descartadas ou se continuam sendo aplicadas.

Quem tiver recebido uma dose de um desses oito lotes de AstraZeneca após a data de validade deve procurar uma unidade de saúde para se revacinar pelo menos 28 dias depois de ter recebido a dose administrada equivocadamente. Na prática, é como se a pessoa não tivesse se vacinado.

A Folha de São Paulo cruzou as duas bases —DataSUS e Sage— a partir do número do lote das vacinas. Foram consideradas todas as imunizações do país contra Covid-19 até 19 de junho.

AstraZeneca é a vacina mais usada no Brasil. Ela responde por 57% das doses aplicadas neste ano. A imensa maioria foi utilizada de acordo com as orientações do fabricante.

O Portal ssolicitoQ1 posicionamento da Secretaria de Estado da Saúde sobre o assunto e aguarda resposta do órgão para incluir na matéria.

*Com informações da Folha de São Paulo