Os trabalhadores dos bares e restaurantes de Sergipe fizeram uma manifestação na manhã desta quinta-feira, 22, em frente ao Palácio de Despachos para chamar atenção do Governo do Estado para a situação difícil que os trabalhadores do setor estão enfrentando. A categoria pede o retorno das atividades de bares e restaurantes aos domingos e feriados.

O vice-presidente da Associação dos Trabalhadores Bares, Restaurantes, Hotéis e Similares do Estado de Sergipe (Assobrahs/SE), Igor Melo, aponta que de acordo com levantamento feito com os donos de bares e restaurantes, mais de 600 pessoas já foram demitidas por conta da pandemia.

“O universo é muito maior, essa é só uma média, e as pessoas estão passando por necessidade. Além de ficar sem emprego, muita gente está sendo demitida e não está recebendo seus direitos trabalhistas porque os donos de bares e restaurantes alegam não ter dinheiro para pagar a rescisão. Tem gente ai com 20 anos de casa sendo demitida sem receber nada. Vivemos uma situação muito complicada”, afirma.

Igor explica que a categoria não quer auxílio emergencial, eles querem voltar ao trabalho para poder recuperar seus salários e conseguir viver dignamente. “Queremos voltar a trabalhar aos sábados, domingos e feriados, porque o valor do auxílio mal dá para comprar uma cesta básica. Queremos nossa dignidade de volta. Eu mesmo fiz alguns empréstimos para manter a casa, hoje não tenho dinheiro para pagar empréstimos e nem para pagar aluguel”, relata.

A associação será recebida amanhã, 23, por um representante do Governo. Igor conta que a proposta da categoria é a abertura dos bares e restaurantes dentro das medidas de segurança. “Queremos que volte a funcionar, mas respeitando a quantidade de pessoas, distanciamento, intercalando horários, ou seja, estamos levando propostas para o Governo e esperamos ser atendidos”, conclui.

O Governo de Sergipe confirmou que a categoria protocolou um pedido de reunião e que nesta sexta-feira representantes da Associação serão recebidos por uma equipe do Governo.

Fonte: Infonet