Se os ventos não mudarem, os servidores estaduais de Sergipe terão um reajuste linear no ano de 2022. Essa, ao menos, é a intenção do governador Belivaldo Chagas (PSD), que nesta sexta-feira (19) confirmou que estar debruçado na questão, para ele, prioritária. 

“Eu estava preocupado com o décimo terceiro, mas consegui resolver. Agora vou estudar, somar, dividir, multiplicar, e fazer todas as operações possíveis para ver o que posso conceder de aumento aos servidores. Mas, só vou fazer aquilo que eu tiver condição de fazer”, disse.

O chefe do Executivo já autorizou a equipe econômica a fazer os estudos necessários para encontrar espaço fiscal no Orçamento do Estado. 

O funcionalismo estadual está há oito anos sem qualquer revisão salarial. Pelos cálculos de sindicatos que representam as diversas categorias, a defasagem é de 51,88%. 

O governador disse que ainda não é possível estimar o percentual da recomposição e deve priorizar os trabalhadores da administração geral, que possuem os vencimentos mais baixos e os maiores índices de discrepância. 

“Meu foco agora é saber o que eu vou poder fazer com os servidores de um modo geral, e em especialmente com os pequenos, aqueles que ganham salário mínimo, que nem isso estão recebendo da forma como deveriam”, destaca Belivaldo.