O Presidente da República, Jair Bolsonaro, na manhã desta terça-feira, 09, realizou uma reunião ministerial no Palácio do Planalto sem a presença do vice-presidente, o general Hamilton Mourão.

A reunião não estava agendada oficialmente, mas reuniu 22 dos 23 ministros do governo. Fábio Faria, titular das comunicações foi o único que faltou porque estava cumprindo agenda no exterior.

Segundo informações dos assessores, não houve uma convocação oficial, Bolsonaro avisou de forma particular a cada pasta, excluindo assim Mourão, já que não precisava convocar reunião do Conselho de governo.

O vice-presidente faz parte do colegiado consultivo e costuma participar dos encontros. “Não fui convidado, não fui chamado. Então, acredito que o presidente julgou que era desnecessária a minha presença. Só isso, não estou incomodado, não”, disse o vice-presidente, Mourão.

Desentendimento

Quando o presidente se desentende com um ministro, manda-o embora. Mas o vice é indemissível.

Nos bastidores do planalto, Bolsonaro já estaria articulando para encontrar outro vice para sua chapa que irá tentar a reeleição no ano que vem à presidência da República.

Articulações da ala militar estariam pensando na possibilidade de Mourão tentar disputar um cargo para o senado pelo Rio Grande do Sul, inclusive com o apoio de Bolsonaro.

Por: Egicyane Lisboa com informações da Folha de São Paulo

Charge de Rosângela Trajano (Danda)