Desde às 20h desta quarta-feira (17) até às 5h desta quinta-feira (18) os moradores dos 75 municípios sergipanos estão impedidos de circular nas ruas, exceto aqueles que trabalham em atividades consideradas essenciais ou estejam em situação de emergência. Esse é o primeiro período do toque de recolher decretado pelo governo de Sergipe para conter a alta de casos e mortes pela covid-19 no Estado. Uma força-tarefa foi montada para fiscalizar o cumprimento das restrições, que inicialmente, valerão até o domingo (21).

Sergipe alcançou nesta quarta a marca de 161.841 diagnósticos positivos para a Covid-19, com 3.187 vidas perdidas desde o começo da pandemia, há um ano, e 148.505 pacientes considerados recuperados clinicamente. Nas últimas 24 horas, segundo boletim da Secretaria de Estado da Saúde (SES), 1.468 casos e 24 mortes que estavam em investigação foram confirmados.

O toque de recolher foi estabelecido pelo governador Belivaldo Chagas (PSD) por recomendação do comitê científico que monitora a pandemia no Estado em função do colapso da rede de saúde. A média geral de ocupação dos leitos de UTI está acima de 90% e, de acordo com o governo, a demanda tem crescido de modo mais acelerado que a capacidade de abertura de novas vagas. Atualmente, 701 pessoas estão internadas em hospitais públicos e privados, o maior número de pacientes registrado esse ano.

Durante o horário do toque de recolher, somente poderão funcionar os serviços essenciais à população, com exceção das lojas de conveniência. Clique aqui para ver o detalhamento das regras definidas pelo governo sergipano.

Fonte: F5News