O Sindicato dos Bancários de Sergipe (SEEB) se reuniu na manhã desta quinta-feira, 27, no Palácio dos Despachos, sede do governo estadual, para mais uma agenda de manifestação em prol da vacinação da categoria contra a Covid-19. Segundo a entidade sindical, o trabalho dos bancários foi considerado essencial desde o início da pandemia, mas até agora não há qualquer movimentação para ajudar a preservar a vida da categoria.

“Estamos na porta do Palácio dos Despachos para denunciar mais uma vez o descaso com o qual a categoria vem sendo tratada”, avalia a presidente do SEEB, Ivânia Pereira. Ainda segundo ela, entre o primeiro trimestre de 2020 e o primeiro trimestre de 2021 o número de morte dos bancários saltou de 55 para 152.

“Os bancários estão sendo contaminados, hospitalizados e mortos. E até agora não está garantido o direito à vida da categoria. Nenhum governo, nem Federal, Estadual ou Municipal, tem movido uma palha para ajudar a preservar a vida dessa categoria”, salienta Ivânia. “Diante disso, o SEEB/SE está mais uma vez pedindo socorro e a inclusão da categoria como grupo essencial nos planos Municipal, Estadual e Nacional de Vacinação (PNI), e por vacina para todos e todas”, acrescenta.