Nesta quinta-feira, 31/03/22, às 19h, na quadra do Centro de Excelência 28 de Janeiro, Monte Alegre de Sergipe, será lançada a obra “Jovens Olhares do Sertão: antologia de crônicas”, produzida por 23 estudantes do Ensino Fundamental e Médio das escolas estaduais situadas no município de Monte Alegre de Sergipe (Centro de Excelência 28 de Janeiro e Colégio Estadual José Inácio de Farias).

A obra é fruto do projeto “Eu conto, Tu contas, Nós escrevemos: produção interescolar” que foi aprovado no Edital FAPITEC/SE/SEDUC/SE Nº 03/2020 com o intuito de despertar os jovens estudantes para o universo da leitura e da escrita, através da leitura e discussão de crônicas, procurando mostrar o quanto esses processos são essenciais para a formação cidadã.

Os estudantes desbravaram o universo da crônica através da leitura de alguns textos e da aula ministrada pela professora Drª Christina Ramalho (UFS). Esta etapa era importante para mais adiante haver a produção de crônicas sobre o sertão, pois a ideia do projeto tinha como referência o projeto desenvolvido em 2015-2016, no então Colégio Estadual 28 de Janeiro, denominado “Jovens Cronistas do Sertão”.

Com o intuito de auxiliar os participantes quanto ao conhecimento sobre os aspectos culturais, geográficos e históricos do sertão desenvolvemos três encontros voltados a este olhar. O primeiro foi sobre a história do sertão com a colaboração da professora de História do Centro de Excelência 28 de Janeiro, Daiane Oliveira. O segundo abordou os aspectos geográficos do sertão e foi mediado pela professora de Geografia do Colégio Estadual José Inácio Farias, Adnoã da Cruz. No terceiro aconteceu uma visita virtual ao Museu de Arqueologia de Xingó (MAX), mediado pelos monitores e a coordenadora Railda.

Após esses momentos, ocorreu uma roda de conversa, virtualmente, com alguns membros participantes do projeto “Jovens Cronistas do Sertão” para eles relatarem sobre a experiência e como foram adentrando ao gênero textual crônica.

A experiência foi muito positiva graças ao apoio das equipes gestoras, professor e professoras envolvidos (Carlos Alexandre, Daiane Porto, Janeilma Silva, Jussara de Freitas e Martha Danielly), professoras colaboradoras (Adnoã da Cruz, Christina Ramalho e Daiane Oliveira), aos monitores e à coordenadora do MAX, aos jovens cronistas Aécio Júnior, Calyne Porto e Lucas Messias, à Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (SEDUC/SE) e à Fundação de Apoio à Pesquisa à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (FAPITEC) pelo lançamento do  Edital FAPITEC/SE/SEDUC/SE Nº 03/2020, à Diretoria Regional de Educação – DRE9 pelo incentivo e apoio, ao professor e poeta Jorge Henrique pela construção da capa, ao escritor e vice-presidente da Academia Gloriense de Letras, Lucas Lamonier, pela diagramação da obra, às equipes diretivas pelo apoio e parceria. Por fim, ao abraço que os jovens estudantes deram ao projeto. Esse foi fundamental para a concretização da ideia.

Esperamos que novas oportunidades surjam, que esses jovens cronistas não deixem a chama se apagar e sempre vejam o sertão pela sua ótica e não de um alguém que o desconhece ou por querer atender a um deus midiático, porque o sertão é plural.

Por: Carlos Alexandre Nascimento Aragão/ Coordenador do Projeto