Com a chegada de mais um feriadão é comum reunir a família e amigos para relaxar em volta de uma piscina ou à beira mar. No entanto, para garantir um lazer de tranquilidade é preciso atenção redobrada para evitar algum caso de afogamento. Ainda mais porque Sergipe já contabiliza 38 mortes em ambientes aquáticos entre janeiro e setembro deste ano.

Segundo o tenente Edmilson, do Corpo de Bombeiros de Sergipe, tanto em clubes fechados quanto em ambientes abertos a atenção é importantíssima, sobretudo dos pais, para evitar qualquer situação de afogamento.

Veja abaixo algumas dicas

– Nunca deixar a criança sozinha quando ela estiver bem próxima da água;

– Observar a criança a todo momento, mesmo em piscinas plásticas;

– Priorizar ambientes que tenham guarda-vidas;

–  Ao se deslocar para uma praia, pedir informações aos guarda-vidas sobre qual é o melhor local para tomar o banho de mar;

– Respeitar as placas de sinalização e advertência;

– Proteger com paredes altas ou evitar deixar cisternas e tanques descobertos;

–  No caso de praias com grande movimentação, colocar na criança uma pulseira de identificação com o nome do responsável e o número para contato;

Ainda segundo o tenente Edenílson, em caso de uma situação de afogamento é importante jogar um objeto de plástico na água. “Se a pessoa não souber nadar, não é aconselhável que ela entre na água para tentar salvar alguém”, destaca.

Em caso de sinais de afogamento, deve-se solicitar a ajuda dos guarda-vidas, ou ligar através do 193  para o Corpo de Bombeiros.

Fonte: Infonet