O documentário “Angico – de fora a fora”, uma produção independente filmada em Sergipe, terá sua estreia nesta sexta-feira (23), às 20h, no drive in do Museu da Gente Sergipana.

O filme, dirigido pela jornalista Erna Barros, aborda histórias e memórias da região de Angico, localizada entre os municípios de Poço Redondo (SE) e Canindé do São Francisco (SE), uma região marcada pelo Cangaço e que ficou conhecida por ser o local onde foi morto o líder cangaceiro Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião.

É lá que também se encontra atualmente o Monumento Natural (MONA) Grota do Angico, uma Unidade de Conservação de proteção integral que tem por objetivo preservar um dos maiores remanescentes de caatinga do nordeste.

“O filme fala da importância daquele espaço, em histórias narradas por pessoas que fazem parte daquele lugar, pescadores, agricultores, catingueiros, líderes religiosos, guias turísticos e gestores do local. A produção é ainda um olhar atento acerca do passado e do presente daquela região, e um encontro através da cantiga, entre Sergipe e sua própria história”, afirmou Erna Barros, diretora do documentário.

O lançamento ocorre às 20h, tanto no drive in do Museu da Gente Sergipana como também pelas redes sociais do Instituto Banese (canal do youtube e instagram @institutobanese). Mais informações sobre o longa podem ser acessadas no instagram do filme: @documentarioangico

Serviço: Lançamento do documentário “Angico – de fora a fora”

23/04 às 20h no drive in do Museu da Gente Sergipana e on line pelas redes sociais do Instituto Banese.

Direção da jornalista Erna Barros

Produção: Erna Barros, Emanuel Rocha, Lourdinha Lisboa, Renata Pereira, Clara Leite, Barbára Evellyn.

Apoio: Governo do Estado de Sergipe; Superintendência Especial de Recursos Hídricos e Meio Ambiente (SERHMA); Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (SEDURBS), Monumento Natural (MONA) Grota do Angico; Museu da Gente Sergipana e Instituto Banese.

Fonte: Assessoria de Imprensa