O terceiro suspeito de envolvimento no desaparecimento do cabeleireiro Claudon Alves Feitosa, conhecido como Dom, foi preso nesta sexta-feira (11). Francismar de Almeida Santos, conhecido como “Francis”, estava foragido e teve a identidade revelada ontem (10) a Polícia Civil. 

O suspeito foi localizado em um matagal no município de Rosário do Catete. De acordo com as informações policiais, Dom foi amarrado e levado no carro pelos suspeitos, e jogado ainda com vida em um riacho em Divina Pastora. A polícia está no local indicado, procurando o corpo da vítima.

O cabeleireiro desapareceu após ser vítima de um assalto à sua residência, que fica no bairro Fontinha, por volta de 22 horas do sábado (5), em Nossa Senhora das Dores. Os criminosos estavam em um carro de passeio de cor preta.

Na última quarta-feira (9), um casal foi preso preventivamente por envolvimento no caso. De acordo com a delegada Maria Zulnaria, foram feitas buscas complementares que identificaram um local onde havia equipamentos que foram roubados da vítima.

“A equipe esteve em vários locais e, em um deles, que poderia ter sido utilizado como cativeiro, foram encontrados três aparelhos de televisão, roubados da casa da vítima”, detalhou.