Na Sessão Extraordinária Mista desta quinta-feira (8), a deputada estadual Goretti Reis (PSD-SE) registrou a sua participação na reunião promovida pela Comissão Nacional de Acompanhamento da Vacinação da União das Assembleias Legislativas (Conav/Unale) para tratar sobre a produção do imunizante Sputnik V no Brasil. A reunião virtual ocorreu nesta última quarta-feira (7) e contou com a participação do presidente da União Química, Rogério Rosso.

Segundo explicou a deputada, a Comissão da Vacinação da Unale articula com a União Química (laboratório químico-farmacêutico brasileiro) para que a vacina Sputnik V tenha a aplicação em uso emergencial liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) o quanto antes. Para isso, ainda falta a análise e aprovação da Sputnik V pela agência de vigilância.

A deputada destacou que Rogério Rosso informou, na reunião, que todos os requisitos preestabelecidos levam um certo tempo para que sejam verificados. “Tempo este que o momento de saturação do sistema de saúde público e privado não tem. O imunizante já está sendo utilizado em 58 países, como na Rússia, Argentina, Paraguai, Bielorússia, Sérvia, Palestina e Argélia. Então tem esse aval de uso de eficácia comprovada. É preciso diminuir o processo burocrático diante da necessidade de uso emergencial”, avaliou a deputada. A Sputnik V possui 91,6% de eficácia comprovada.

Desdobramentos

Goretti também sugeriu que o Poder Legislativo de Sergipe fizesse um ato encaminhado ao Ministério da Saúde e Anvisa a fim de permitir a entrada das vacinas no país, sem tantas burocracias.

A deputada Goretti Reis revelou que a Unale também irá emitir uma carta de representação à Anvisa, em nome de todos os deputados estaduais, para que a análise do pedido de uso emergencial da Sputnik V seja finalizada o quanto antes.

Com informações da Assessoria Parlamentar