O governo de Sergipe anunciou nesta segunda-feira (15) novas medidas restritivas de contenção da covid-19. Um toque de recolher será adotado de quarta a domingo a partir das 20h até às 5h. As praias serão fechadas aos finais de semana, o ponto facultativo do dia 17 de março (Aniversário de Aracaju) foi suspenso para o interior do Estado e o trabalho remoto será adotado no serviço público até 22 de março. 

As novas regras começam a valer nesta terça-feira (16), quando será publicado um Decreto com o detalhamento no Diário Oficial. O Estado tem, atualmente, 90% dos leitos de UTI ocupados por pacientes infectados nas redes pública e privada.

Segundo o governo, o toque de recolher ocorrerá de 17 a 21/3. No dia 22, próxima segunda-feira, o comitê científico volta a se reunir para avaliar a situação da pandemia no estado. “Não é o fim do mundo, não vai quebrar ninguém. Não está fácil para ninguém. Se nao der jeito, partiremos para o lockdown”, disse o governador Belivaldo Chagas, em entrevista coletiva.

Os hospitais da rede privada já apresentavam sinais de esgotamento da capacidade de ampliação de leitos há pelo menos três semanas. Nos últimos dias, o aumento da pressão sobre os hospitais públicos e também a alta procura por leitos de enfermaria acenderam o alerta do Executivo estadual. O total de pacientes internados em todo o Estado chegou a 650 nesse domingo, o maior número desde o começo do ano.

Também houve mudança no expediente da Administração Pública. Com exceção dos órgãos considerados essenciais, o expediente nos demais órgãos do Governo do Estado deverá ser remoto.

Atualmente, comércios e serviços já estavam operando com horário e lotação ainda mais limitados, sendo integralmente fechados aos finais de semana. Nas escolas particulares, aulas presenciais foram suspensas e o retorno das atividades presenciais da rede pública de ensino foi adiado para 5 de abril.