O governo de Sergipe definiu nesta quinta-feira (1) a ampliação do calendário de retorno das aulas presenciais em instituições de ensino públicas e privadas. A reunião do comitê técnico científico, que ocorreu no final da manhã, também encaminhou a flexibilização de restrições sociais para todo o estado.

Na rede particular foi definido o retorno presencial para o dia 21/7, incluindo universidades e cursos livres. Já na rede pública estadual a volta presencial foi fixada em 17/8. Para as redes municipais, o calendário letivo deve ser definido por cada Prefeitura. 

Eventos em geral com 200 pessoas em espaços fechados e 300 pessoas em espaços abertos serão liberados a partir de 10/7 com exceção de shows, blocos e micaretas. Eventos esportivos e vaquejadas também poderão voltar a ocorrer sem público.

Bares, restaurantes, academias e praias poderão voltar a funcionar aos domingos.Quanto ao toque de recolher, foi decidido que ele deve continuar em vigor de quinta-feira a sábado das 22h às 5h. A medida será reavaliada na próxima reunião, em 15 dias. 

A capacidade máxima para ocupação de igrejas, academias, salões de beleza, bares e restaurantes deve ser ampliada de 30% para 50%. 

A reunião foi concluída no começo da tarde e as deliberações finais devem ser publicadas em resolução no Diário Oficial do Estado nesta sexta-feira (2).

Sergipe está há 20 dias com a taxa de reprodução da covid19 em 0.78. Isso quer dizer que cada 100 pessoas infectadas podem transmitir para outras 78. Infectologistas entendem que quando essa taxa fica mais de duas semanas abaixo de 1, indica desaceleração da pandemia.

Na reunião, os auxiliares do governo também assinalaram a contínua redução da ocupação dos leitos de UTI tanto na rede pública quanto na rede privada nas últimas semanas. 

Fonte: F5News