Acabou sua vida com animal”. Essa foi uma das frases utilizadas pela deputada Kitty Lima (Cidadania) com a tutora de uma égua em Simão Dias, que foi encontrada em situação de maus-tratos. No vídeo divulgado nas redes sociais da parlamentar, ela aparece dando ordens sobre o que deveria ser feito com a proprietária e com o animal, e de forma agressiva, diz que a mulher “nunca mais terá cavalo na vida”. 

A deputada estava acompanhando uma ação da Polícia Civil contra maus-tratos animais no interior de Sergipe. A cena aconteceu no município de Simão Dias, nesta quinta-feira (24). 

“Primeiro que ela (a égua) não é mais sua. Ela é minha agora. Você não vai ter mais cavalo nenhum. Acabou sua vida com cavalo. Você está entendendo o que eu estou falando?”, disse a deputada em tom alto e apontando o dedo para a proprietária do animal.

No vídeo, a tutora tenta explicar a situação e chega a informar que já tinha comprado o animal naquelas condições, no entanto, Kitty Lima parece não querer ouvir o que a mulher estava falando. Apesar de a deputada realizar um trabalho de denúncia de maus-tratos contra animais em Sergipe e ser uma defensora da causa, a atitude nesta ação pode configurar abuso de autoridade.

Além disso, apesar de a ação ser parte de uma operação da Polícia Civil, nos vídeos o que parece é que quem estava comandando a ação era a deputada Kitty Lima, que não tem poder de polícia para tomar tais atitudes. 

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de Sergipe informa que a ação foi da Polícia Civil e que os animais foram recolhidos e levados para um abrigo, onde foram tratados. A Comunicação da SSP informou que o abrigo é em Simão Dias e por não haver um local apropriado para animais de grande porte, a parlamentar se prontificou a ser depositária da égua. “Até uma nova decisão, ela está responsável pela custódia da égua, que comprovadamente estava com sinais de maus-tratos”, disse a Assessoria. 

Ainda na nota divulgada à imprensa, a SSP informa que “quem define a instauração dos procedimentos e a conclusão dos inquéritos são os servidores da Polícia Civil”, e garante que a “deputada Kitty Lima é uma entusiasta do tema e parceira da Segurança Pública no repasse de informações e na discussão sobre políticas públicas para a proteção dos animais”. 

A SSP diz também que segundo informações policiais, a égua foi encontrada com olho furado, carrapatos e cheia de sangue. Além disso, com a mesma proprietária foram encontrados cachorros que também eram mantidos em péssimas condições de sobrevivência. 

“A Polícia Civil fez todo o trabalho de levantamento e identificou os crimes. Foi instaurado inquérito policial e as investigações estão em andamento. Os procedimentos cabíveis foram adotados de acordo com a legislação vigente, inclusive de acordo com a nova lei de crimes ambientais no âmbito da violência contra cães”, disse.

Sobre a participação da parlamentar na ação, a Secretaria informa que o papel dela ou de qualquer outro deputado ou vereador em cidades, é o de repassar informações relevantes para a tomada de decisão das Instituições de Segurança Pública. 

Por meio de nota, a assessoria alegou que a parlamentar estava acompanhando a diligência para dar apoio aos agentes nos resgates e orientação aos tutores denunciados quanto aos cuidados dos animais. Kitty gravou um vídeo para explicar a sua participação, no entanto, não esclarece sobre a atitude adotada contra a tutora da égua. 

“Foi uma ação da polícia, legalizada e de correção. Quando a gente vai é para dar suporte, porque as vezes o poder píblico não tem esse suporte para dar, não tem veterinário, não tem local para colocar o animal, e a gente tenta ajudar da melhor forma. Foram várias fiscalizações onde a gente conseguiu dialogar com o tutor e o animal vai ficar bem, mas esse caso chocou porque haviam outros crimes envolvidos, tinha animal dentro da residência bem machucado, acorrentado, com comida podre. E estou aqui para prestar contas e falar que estou à disposição. Nosso lema é que toda vida importa. A vida das pessoas importa e do animal também”, disse Kitty. 

Fonte: F5NEWS