O estado de Sergipe ainda não possui casos confirmados da variante delta do novo coronavírus, segundo informações divulgadas pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen) nesta terça-feira, 24. A afirmação é baseada dos resultados das amostras enviadas à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), cujas análises deram negativo para a nova variante.

Em Sergipe, 30 amostras foram enviadas pelo Lacen, no início de agosto, à Fiocruz, que é responsável pelo sequenciamento genômico.  Desse total, 26 foram selecionadas de forma aleatória e quatro eram de pacientes considerados “casos inusitados e suspeitos”.

Os resultados dessas 30 amostras deram negativo para variante delta, apontando que ainda não há evidências da circulação da nova variante em Sergipe. No entanto, outras 15 amostras de Sergipe para investigação da variante delta, segundo informação divulgadas pelo Lacen, foram enviadas para a Fiocruz e os resultados devem sair em até 15 dias.

Em Sergipe, atualmente, conforme dados do Lacen, circulam 12 linhagens do coronavírus, as mesmas do restante do Brasil: P.1; P.2; B.1 e B.1.1.33, sendo encontradas duas variantes de interesse (cepas com transmissão comunitária ou que tenham sido detectadas em vários países) em circulação, a Gamma (brasileira) e a Alfa (britânica).

O Lacen segue com o trabalho de testes RT-PCR de biologia molecular para diagnóstico da covid-19. Desde o final de julho,  o órgão recebe em média 500 amostras ao dia e trabalha com tempo de liberação dos resultados em 24 horas. Em agosto, o índice de positividade reduziu para 10%.

Com informações da SES