Com o aumento de casos da Covid-19 em todo o país, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) realizou um levantamento no final do mês de março para mapear o risco de desabastecimento de oxigênio. Segundo o secretário de Saúde do município de Nossa Senhora do Socorro, Enock Ribeiro, o relatório do Conaas apontou que 24 dos 74 municípios sergipanos relataram haver possibilidade de faltar o oxigênio.

Veja abaixo quais são os municípios

Barra dos Coqueiros; Campo do Brito; Canindé do São Francisco; Canhoba; Capela; Carmópolis; Cristinápolis; Frei Paulo; Ilha das Flores; Itabaiana; Laranjeiras; Macambira; Nossa Senhora da Glória; Nossa Senhora das Dores; Nossa Senhora de Lourdes; Nossa Senhora do Socorro; Pinhão; Poço Verde; Porto da Folha; Riachão do Dantas; Santo Amaro das Brotas; São Francisco; Tobias Barreto.

Ainda segundo Enock, esse relatório busca uma maior organização para se antecipar a qualquer tipo de colapso no setor. “Nós estamos trabalhando para que não falte o oxigênio. O levantamento busca alertar fornecedores e municípios para tomar as medidas de maneira breve e ágil, buscando, sempre, garantir o oxigênio para a população”, detalha o secretário.

Enock diz ainda que esse relatório foi feito em 31 de março e que, de lá pra cá, a situação apresentou uma leve melhora. “Quando o levantamento foi feito estávamos com uma demanda muito grande de litros por dia de oxigênio. Hoje esse realidade mudou um pouco. Mas estamos sempre em alerta para evitar qualquer desabastecimento, por isso, a importância do relatório”, destaca Ribeiro. “No momento, a situação está sob controle”, avalia.

Fonte: Infonet