Para dra. Sebastiana e dra. Ione, minhas dentistas amadas.

É preciso cuidar dos dentinhos das nossas crianças com muito cuidado. As crianças ainda pequeninas não sabem direito a importância de dentes saudáveis e de um belo sorriso, por isso os pais e responsáveis devem ajudá-las na escovação sempre depois de comer qualquer coisa, das refeições e antes de dormir. Que não se torne um exagero, mas um cuidado dedicado e atencioso.

Quando a gente ama alguém quer vê-la feliz e com saúde. Sem desconfortos do corpo e da alma. Logo, o cuidado com os dentes das nossas crianças se faz necessário porque se tem algo que dói muito é um dente careado. Vejo crianças com 10 ou 11 anos de idade que já perderam parte dos seus dentes e isso é muito triste.

Ainda com as nossas criancinhas que não nasceram os dentinhos já podemos fazer a higiene bucal com um paninho limpo ou fraldinha de tecido umedecida passando na gengiva e língua da criança para que ela vá se acostumando com a limpeza da sua boca.

Quando o primeiro dente da sua criança nascer dê de presente uma escova de dentes para ela. A primeira escova da sua criança deve ser escolhida com muito cuidado. Ela deve ter cerdas bem macias. Compre um bom creme dental e não use enxaguantes que contém álcool, eles são prejudiciais à saúde bucal se usados incorretamente.

Escovas de dentes com cerdas macias são encontradas sempre nos bons estabelecimentos comerciais. Não economize na escolha da escova de dentes da sua criança. Sempre compre a indicada para a idade dela e a que tem a cabeça pequena fica melhor para escovar os dentes da criança.

No início, você precisará ajudar a criança a escovar os seus dentes. Coloque-a em uma posição confortável ao seu lado ou no seu colo e peça para que abra bem a boca. Tente ir até o final da boca e limpe com cuidado para não machucar a gengiva. Seja cuidadoso e paciente porque a criança pode não gostar desse movimento na sua boca, mas diga para ela que é muito importante manter a boca limpa para que as bactérias não venham nos visitar e deixar os nossos dentes doentes.

Se a criança tiver curiosidades em falar mais das bactérias converse com ela sobre o que sabe ou pesquise na internet juntos. Vai ser estimulante adquirir conhecimentos que a criança pode passar para outras.

A criança pode não gostar da escova de dentes, achar difícil a escovação, achar chato, reclamar, porque ela não tem ainda uma coordenação motora completa, mas você deve auxiliá-la neste momento. As reclamações por parte das crianças são as mais diversas, porém com o tempo elas se acostumam.

Comece escovando os seus dentes ao lado da sua criança. Mostre para ela como você faz, os movimentos necessários, o bochecho e peça para que ela imite os seus gestos. Assim ela vai se sentir confiante e feliz em participar dos cuidados do seu corpo com você.

Distrações na hora da escovação dos dentes da sua criança são bem-vindos e deixam a tarefa mais alegre e o que poderia ser chato, pode se tornar uma rotina legal. Coloque músicas infantis para a criança ouvir, deixe-a escovar os dentes embaixo do chuveiro ou na banheira. Recompense a criança com uma história contada antes de dormir ou outra recompensa que ela venha gostar por estar se saindo bem com a higienização da sua boca.

Nunca deixar restos de comida na boca da criança, principalmente, entre os dentes. Quando ela estiver maiorzinha começar a ensiná-la no uso do fio dental. Lá para a idade dos 11 ou 12 anos de idade. Ainda pequeninas existem as cerdas interdentais pequenas que conseguem chegar nos espaços entre os dentes, fale com o dentista da sua criança em como adquiri-las.

Desde a tenra idade a criança deve ser acostumada a visitar o dentista, seja para aplicar flúor, cuidar dos dentinhos de leite, aprender a escovar bem os dentes e, principalmente, se acostumar com esse profissional tão necessário aos dias de hoje.

Os dentes das crianças devem sempre estar bem limpinhos para evitar a placa bacteriana, o tártaro e outras doenças bucais, por isso é bom visitar o dentista regularmente para aplicar o flúor e se necessário fazer uma limpeza nos dentes.

Cada vez mais se faz necessário um sorriso bonito. As crianças que perderam os seus dentes, principalmente, os da frente muitas vezes sofrem bullying e ficam tímidas diante dos seus amiguinhos. Até mesmo as pessoas adultas atualmente se sentem envergonhadas quando ficam sem os dentes da frente por uns tempos.

Antigamente, os dentistas por qualquer coisa extraíam o dente de uma criança. A minha mãe, filha de pais pobres, menina arruaceira que vivia fazendo favores a um e a outro para ganhar um pedaço de pão perdeu todos os seus dentes logo cedo. Hoje com 77 anos ela reclama, tristonha, a falta dos seus dentes e briga comigo sempre que esqueço de escovar os dentes. Se dependesse do cuidado dela meus dentes eram perfeitos e lindos.

A criança deve ter uma escova de dentes também na escola para depois do lanchinho escová-los. A professora ou professor deve ajudar na escovação e quando a pia for alta colocar a criança com cuidado num banquinho ou até mesmo no colo se for o caso. Chamar sempre um bom dentista para fazer uma palestra na escola mostrando às crianças a importância de dentes saudáveis também é uma boa ideia.

Se os dentes da sua criança são tortos ou sobrepostos é bom que se procure um dentista logo cedo para que seja feita uma avaliação e os cuidados necessários básicos e precisos sejam tomados logo no início.

Não devemos responsabilizar somente as crianças quando aparecerem cáries nos seus dentes. A falta de higiene bucal, o constante consumo de doces e outros fatores emocionais podem levar a dores de dentes profundas. Faz-se necessário visitar o dentista regularmente, pode ser de seis em seis meses ou para quem tem dentes frágeis seria bom de três em três meses.

Sempre preparar a criança para visitar o dentista tirando-lhe o medo do barulho do motorzinho que trata a cárie. Hoje em dia, as anestesias são tão precisas que não sentimos mais nenhum tipo de desconforto quando vamos restaurar um dente. Isso também serve para as crianças. Os pais devem ter o cuidado de sempre procurar um bom dentista para os seus filhos.

Sempre que visitar o dentista leve a escova de dentes que a sua criança usa, ele pode dar dicar importantes e dizer se realmente ela atende aos cuidados necessários para os dentinhos da sua criança. O dentista também poderá aproveitar a escova de dentes do seu filho para ensinar-lhe a escovar bem os dentes.

O bom profissional não é aquele que cobra mais barato, mas o que se preocupa com a criança. É preciso fazer uma pesquisa antes de escolher o dentista do seu filho, pedir indicações, procurar saber o histórico de clientes do profissional a ser contratado etc. Todo cuidado é pouco ao entregar os dentes da sua criança a um dentista.

A criança com halitose deve também ser tratada por um dentista que investigará se a causa é da falta de higienização e cuidados com os dentes ou se trata de um outro problema. Muitas doenças podem causar a halitose. Como também angústias, ansiedade e até mesmo depressão na infância podem prejudicar as gengivas criando o que chamamos de gengivite e periodontite.

Os pais e responsáveis devem pedir para as crianças fazerem bochechos quando estiverem escovando os seus dentes, assim a limpeza minuciosa ficará mais completa. As doenças da boca são diversas e devemos ter cuidado para evitar que bactérias se acomodem nas das crianças.

As crianças com Síndrome de Down necessitam de mais cuidados por parte dos pais e responsáveis porque elas muitas vezes não sabem como manusear a escova de dentes e nem têm noção do cuidado que devem ter com os seus dentes, por isso é necessário evitar que elas comam doces e comidas enlatadas, levando-as periodicamente ao dentista, fazendo a higiene bucal sempre que necessário.  Manter uma boa dieta com frutas e legumes também será bom para essas crianças.

A prevenção ainda é o mais importante na hora de cuidar dos dentes da sua criança, por isso não poupe esforços para que ela esteja sempre com os dentes limpinhos e com um belo sorriso no rosto mostrando felicidade e que criança veio ao mundo para ser feliz e deve apenas brincar até os seis anos de idade. Sorria, criança!