A Polícia Civil prendeu duas pessoas suspeitas de envolvimento na morte da jovem Verônica Elisiane Barbosa Mesquita, 23 anos, assassinada no começo do mês no município de Areia Branca, no agreste de Sergipe. A informação foi confirmada pela Secretaria da Segurança Pública (SSP), que concede entrevista coletiva nesta terça-feira (16) para detalhar a investigação.

A pasta ainda não divulgou a identidade das duas pessoas presas, mas confirmou que os mandados de prisão temporária foram cumpridos nessa segunda-feira (15), no município de Penedo, no Estado de Alagoas. Apuramos que tratam-se de parentes da vítima. Os suspeitos foram transferidos para  uma delegacia em Aracaju, onde prestaram depoimentos ao longo da noite de segunda.

Na coletiva, a delegada Jéssica Garcia deve detalhar a linha de investigação adotada pela Polícia Civil para esclarecer a morte da jovem, que teve o corpo quase que totalmente carbonizado e abandonado em uma área de matagal às margens da BR 235. 

No final da semana passada, mostramos que o depoimento de um taxista próximo à família auxiliou na condução das investigações. O teor das declarações não foi revelado pela Polícia, mas a reportagem apurou que ele apontou duas pessoas da família que teriam ligação com o caso. Essas duas pessoas também foram chamadas à delegacia, mas não compareceram e não foram localizadas.

O corpo da jovem foi encontrado por populares no povoado Pedrinhas, nas proximidades do rio Cafuz. Mel estava seminua, apresentava perfurações por arma branca e estava com o corpo parcialmente carbonizado. A suspeita é de que ela tenha sido morta em Itabaiana e o corpo ocultado em Areia Branca.

Fonte: F5News