A Secretaria de Segurança Pública (SSP) confirmou nesta quinta-feira, 12, que a Delegacia de Canindé de São Francisco investiga a denúncia de que um homem estaria maltratando cães na sede e na zona rural do município de Canindé.

Segundo o delegado Douglas Lucena, que está à frente da apuração, um integrante de uma ONG da causa animal esteve na Delegacia de Canindé, informando que, na tarde da terça-feira, 10, no Centro da cidade, ele encontrou um cão sangrando e, ao avaliar o animal, percebeu que o bicho estava ferido na cabeça.

A SSP informa que durante o atendimento ao cachorro populares se aproximaram do integrante da ONG e informaram que o cão teria sido machucado por um suspeito, que portava uma faca e está habituado a ferir animais na cidade de Canindé e no Povoado Capim Grosso.

De acordo com a delegacia, o declarante informou também que relatou o caso em redes sociais e, diante disso, recebeu comentários de seguidores, que reafirmaram a conduta da pessoa citada pelos populares durante o socorro ao cão.

Diante desse cenário, a SSP salienta que a Polícia Civil registrou a denúncia e já trabalha para averiguá-la e chegar à autoria dos maus-tratos feitos aos animais do município. “No momento, a investigação segue em sigilo, para não comprometer o desfecho”, finaliza o comunicado do órgão de Segurança Pública.