O preço da gasolina ficou praticamente estável ao longo do mês de novembro em Sergipe. Conforme a mais recente pesquisa da Agência Nacional do Petróleo (ANP), atualizada nesta segunda-feira (29), o litro do combustível caiu um centavo, em média, passando de R$ 6,76 para R$ 6,75.

A sondagem foi realizada entre os dias 21 e 27 de novembro em 38 postos de combustíveis de Aracaju e de municípios do interior sergipano. Desde o começo do mês, o estado tem registrado uma variação tímida no preço médio da gasolina comum.

Pela terceira semana consecutiva, as cotações mínima e máxima se mantiveram inalteradas, entre R$ 6,54 e R$ 6,99.

Os preços podem ter sofrido alterações desde a coleta dos dados feita pela Agência. Até o fim do ano, especialistas avaliam que a gasolina deve sofrer novas altas, impulsionada pela cotação do barril de petróleo e pelo câmbio.

A gasolina foi mais competitiva que o etanol em todos os Estados e no Distrito Federal, conforme análise do Estadão/Broadcast. Os critérios consideram que o etanol tenha um preço limite de 70% do derivado de petróleo nos postos para ser considerado vantajoso. Na média dos postos pesquisados no País, o etanol está com paridade de 79,95% ante a gasolina.

Desde o começo do mês, o governo de Sergipe congelou a alíquota do ICMS do combustível, mantendo inalterada a pauta que serviria como base de cálculo para a cobrança do tributo. Esse índice é revisado a cada 15 dias.

Só em 2021, o litro da gasolina já aumentou 73%;  em algumas regiões do País, supera os R$ 7.