Pouco depois das 8h desta sexta-feira, 7, o Corpo de Bombeiros e o Grupamento Tático Aéreo de Sergipe retomaram as bucas pelo piloto Adriano Leon, de 32 anos. Ele permanece desaparecido. Adriano pilotava um monomotor que caiu em um manguezal no bairro Atalaia, na Zona Sul de Aracaju. 

O acidente foi registrado por volta das 12h, quando começou o trabalho de resgate. Após 9h de trabalho intenso, parte da fuselagem da aeronave foi retirada do mangue, mas nenhum vestígio do piloto foi encontrado. 

A esposa do piloto, Michele Costa, ligou para o celular dele e “chamou”. Ela acredita que ele está vivo. Os bombeiros informaram que os quatro cintos da aeronave estavam desafivelados e que as portas estavam abertas. 

O trabalho de buscas continua hoje com o apoio da Defesa Civil de Aracaju e também do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). 

O avião caiu na região de mangue do bairro Atalaia no início da tarde desta quinta, 6 (Foto: SSP)

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), equipes do Quartel do Comando Geral (QCG), da unidade de Nossa Senhora do Socorro, e da Unidade Escola atuam na operação de resgate. “A Polícia Federal também acompanha a operação. Os órgãos de fiscalização também estão acompanhando as investigações para elucidar as causas do acidente”, informa o órgão.

O que se sabe até o momento

O piloto da aeronave saiu da cidade de Unaí (MG) com destino a Aracaju, onde deixou um passageiro. Após o desembarque, a aeronave foi abastecida e o piloto decolou com destino à cidade mineira. Ainda no processo de decolagem, a eronave apresentou pane e o piloto comunicou aos operadores do aeroporto de Aracaju, instantes após o contato houve a queda.