Na noite deste sábado,  27/02/21, aconteceu a 42a edição do Sarau no Coreto de Monte Alegre de Sergipe, através da plataforma do Google Meet. Os participantes se debruçaram sobre a temática “Vidas Negras Importam: racismo,  não!”.


Trazer a temática do racismo novamente para o Sarau é de fundamental importância,  pois ainda é lamentável convivermos com tamanha covardia dentro da nossa sociedade e este espaço tem o dever de evidenciar esta e outras temáticas que ceifam vidas.


A conversa iniciou com a leitura de algumas estrofes do cordel “Coisa de Preto” da cordelista Daniela Bento,  participante da edição, e de alguns trechos da obra “Pequeno Manual Antirracista” de Djamila Ribeiro para entendermos o papel do escravizado e não do escravo.


Após a leitura Daniela Bento fez uso da palavra e trouxe novos olhares e referência à Beatriz Nascimento, Carolina de Jesus, Maria Firmina, Conceição Evaristo e demais figuras importantes dessa caminhada. 
A conversa foi acontecendo e poemas de Santo Souza, Tobias Barreto e de autoria de alguns dos presentes foram sendo recitados.


A edição contou também com a participação de alguns membros da Plêiade Cavalo-do-cão, Thaise Muller e Iva Melo  diretora e coordenadora do Centro de Excelência 28 de Janeiro, do escritores Domingos Pascoal e Marcelo Moura, das escritoras Jpsinete Santos, Maria Teresa, Mavi e Gorete Lira e do músico e um dos idealizadores do Sarau Matheus Borges.


Sabemos que o caminho contra o racismo dentro da nossa sociedade ainda é longo, devido à ignorância e à falta de empatia existente em nossa vida. Mas não podemos deixar que a luta de homens e mulheres negros e negras por uma sociedade respeitosa e  equânime seja esquecida. É nosso dever continuar ecoando a voz contrária ao racismo. Foi nesse embalo de resistência que realizamos a edição do Sarau no Coreto. Convidamos a todos (as) a participarem da próxima edição em março para discutirmos sobre a situação dos animais que vivem nas ruas da nossa cidade. Vida longa ao Sarau no Coreto! Diga não ao Racismo!

Com informações do idealizador do Coral do Coreto, Carlos Alexandre.