Mesmo sem considerar o aumento do final de semana passado, o consumidor sergipano já estava sentindo o gasolina pesando mais no bolso. O preço médio do litro vendido em Sergipe é o terceiro mais caro do Nordeste, de acordo com o levantamento mais recente da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que analisou dados da primeira semana fechada do mês de outubro.

Nos últimos 30 dias, a gasolina acumula um aumento de 1% nos postos sergipanos. Embora pareça pouco, o percentual faz diferença na soma total na hora de encher o tanque e a tendência de mais alta para os próximos dias, uma vez que os estabelecimentos devem começar a repassar o reajuste feito pela Petrobras no sábado (8), com a renovação dos estoques.

Já entre os dias 3 e 9 de outubro, o valor mais barato encontrado foi R$ 5,98. Mas houve motorista que desembolsou até R$ 6,39 pelo litro. Um mês antes, o valor máximo estava 10 centavos mais em conta.

O preço médio do produto em Aracaju (R$ 6,25) também esteve entre os mais elevados, considerando as capitais nordestinas. Veja o comparativo abaixo. 

Justamente a gasolina foi uma das vilãs da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) na capital sergipana em agosto. Segundo a sondagem feita pelo IBGE, o produto teve a segunda maior alta no grupo dos transportes, ficando atrás apenas das passagens áreas. 

PREÇO MÉDIO DA GASOLINA NO NORDESTE (ESTADOS)
Piauí: R$ 6,73
Rio Grande do Norte: R$ 6,67
Sergipe: R$ 6,22
Alagoas: R$ 6,13  
Bahia: R$ 6,04  
Maranhão: R$ 6,03  
Pernambuco: R$ 5,99  
Paraíba: R$ 5,96  
Ceará: R$ 5,95

PREÇO MÉDIO DA GASOLINA NO NORDESTE (CAPITAIS)
Teresina (PI): R$ 6,74
Natal (RN): R$ 6,68
Aracaju (SE): R$ 6,25
Maceió (AL): R$ 6,07
São Luís (MA): R$ 6
João Pessoa (PB): R$ 5,92
Salvador (BA): R$ 5,91
Recife (PE): R$ 5,91
Fortaleza (CE): R$ 5,89