O governador Belivaldo Chagas (PSD) entende que o momento ainda não é propício para a definição dos rumos do seu agrupamento na sucessão do Executivo estadual. Para ele, o assunto só deve entrar na ordem do dia em meados do mês de outubro – quando faltará exatamente um ano para o pleito que definirá quem vai sucedê-lo no governo de Sergipe.

A data foi colocada pelo próprio Belivaldo, em entrevista à uma emissora de rádio. O chefe do Executivo, no entanto, não condenou as conversas que já estão acontecendo entre seus aliados.

“Só vou começar a discutir sucessão em outubro. Então, se alguém quiser fazer lançamento de candidatura a governador agora, que não conte comigo. Discutir é uma coisa, liberar nome é outra. Está muito cedo ainda, não é o momento e vou continuar fazendo gestão”, disse Belivaldo à Sim FM.

Para além da necessidade de concentrar esforços no enfrentamento da pandemia de covid-19, a cautela do governador está amparada na profusão de nomes que intencionam a indicação para a disputa majoritária. Conforme deliberação unânime do grupo, o nome necessariamente precisará ser avalizado por Belivaldo.

Interlocutores confirmaram que os diálogos têm se intensificado nos últimas semanas e uma ala governista defende abertamente que essa decisão já deveria ser tomada. No entanto, um outro bloco já tem pacificada a compreensão de que essa é uma discussão que será iniciada em outubro e deve se estender até meados de abril.

Atualmente, há ao menos quatro nomes da situação que têm sido testados em pesquisas internas. Embora mantenha o apoio formal ao governo, o PT, da vice-governadora Eliane Aquino não estaria sendo considerado nestes cálculos porque prevalece o entendimento de que a sigla deve construir uma candidatura independente, reproduzindo o que já ocorreu quando da eleição municipal do ano passado em Aracaju.

“Não é proibido que gente do grupo lance sua candidatura, e também não posso impedir ninguém de apoiar candidato nenhum, só não contem comigo agora”, reforçou o governador Belivaldo Chagas.

Fonte: F5NEWS