De acordo com informações atualizadas da Defesa Civil Estadual, 14 dos 75 municípios sergipanos estão em situação de emergência em decorrência da seca. São eles: Canindé do São Francisco, Tobias Barreto, Poço Redondo, Carira, Poço Verde, Nossa Senhora da Glória, Nossa Senhora Aparecida, Gararu, São Miguel do Aleixo, Porto da Folha, Frei Paulo, Pinhão, Monte Alegre e Ribeirópolis.

Segundo a capitã Flávia Emanuela da Defesa Civil Estadual, com o retardo da aprovação da Lei Orçamentária Anual (LOA), houve uma paralisação temporária da Operação Carro Pipa, que está suspensa desde o dia 20 de fevereiro. “Diante dessa situação, o Senado aprovou uma Medida Complementar para suprir a necessidade de viabilizar a volta da operação”, destaca a capitã.

Ainda segundo ela, há a previsão de que ainda neste mês a Operação Carro Pipa volte a beneficiar as 14 cidades afetadas pela seca. “Em Sergipe, as ações retornarão nesse mês de abril por meio da contratação de 58 caminhões, beneficiando 37.520 pessoas atingidas pelos efeitos da seca ou estiagem na sua região”, salienta.

Situação grave

De acordo com dados atualizados da Agência Nacional de Águas (ANA), divulgados em 24 de março, o estado de Sergipe, no mês de fevereiro, teve a maior área com seca grave e seca moderada do Nordeste: 86,8%. Ainda de acordo com a Agência, em dez unidades da federação, 100% de seus territórios continuaram com seca no último mês em comparação a janeiro. São eles: Alagoas, Ceará, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Sergipe e Tocantins.