O Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) investiga supostas irregularidades no processo de imunização em Sergipe. De acordo com relatório preliminar apresentado na sessão desta quinta-feira (30), estão sendo analisados mais de mil casos suspeitos de fraudes.

De acordo com o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE), conselheiro Luiz Augusto Ribeiro, entre as irregularidades constatadas estão a quebra da ordem de prioridade estabelecida no Plano Nacional de Imunização (PNI), datas de vacinação registradas incorretamente, e até utilização de CPFs de pessoas falecidas.

A ação de controle foi realizada pela Diretoria de Controle Externo de Obras e Serviços, por meio da Coordenadoria de Auditoria Operacional (CAOp), a partir das informações disponibilizadas no portal de transparência da Secretaria Estadual de Saúde e dos dados de vacinados no sistema e-SUS Notifica, tendo como data base o dia 26/07/2021.