Apesar de as atividades comerciais estarem retornando à normalidade em Sergipe nos últimos meses, alguns setores ainda não conseguiram recuperar as perdas de 2020, como é o caso do transporte intermunicipal. Com a retomada gradual dos serviços, os empresários e gestores esperavam que a movimentação nos terminais também aumentasse, bem como o faturamento, contudo, não é o que está acontecendo. 

De acordo com o diretor de Transporte do Departamento Estadual de Rodovias (DER), Everton Menezes, o setor está em fase de readaptação à nova realidade e, segundo ele, o faturamento ainda está em baixa. 

“Economicamente ainda está muito fraco. Esperávamos que estivesse melhor, mas ainda está muito fraco. Com o decreto abrindo o comércio, agora é hora de fazermos o levantamento de quem vai funcionar e quem não vai. Ainda é cedo para fazermos um diagnóstico completo. Vai precisar de um mais de tempo para ver como vai se comportar o setor”, avalia o gestor.

Para o diretor geral da Coopertalse, cooperativa de transporte intermunicipal em Sergipe, Rodrigo Vitório de Souza, mesmo com o fluxo de passageiros aumentando com a retomada do comércio, o movimento ainda é muito baixo, comparado ao período anterior à pandemia da covid-19. Ainda conforme ele, o que pesa nesse momento é o custo operacional. 

“O que pegou muito foi o aumento das coisas. A inflação, o valor do combustível, o preço do pneu, tudo isso subiu. A gente comprava um pneu por R$ 800, agora não é menos do que R$ 1250. O preço do combustível também aumentou muito. Então, mesmo com a leve melhora dessa retomada, ainda fica bem abaixo do que era antes, por conta do custo de operação”, explica Rodrigo. 

A cooperativa já está com 100% dos ônibus em circulação, com 243 linhas e cerca de 28 veículos reserva. “Estamos voltando aos poucos, de forma bem gradativa, longe do normal. Mas já podemos ver, sim, uma leve melhora. Hoje a frota está completa, mas passamos por um período crítico entre março a julho de 2020, quando a frota foi para 50% em circulação”, disse o diretor. 

Fonte: F5News