A vacinação nos municípios foi um dos assuntos discutidos durante a reunião do Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais, articulado pelo Governo de Sergipe para o balisar no enfrentamento à covid-19. O encontro dos membros ocorreu na tarde desta quinta-feira (12), quando também foi avaliado o atual cenário da pandemia no estado. Quanto às medidas restritivas, permanece tudo igual, mas que as fiscalizações serão intensificadas.

De acordo com o superintendente de Comunicação do executivo estadual, Givaldo Ricardo Freitas, o Governo pretende fazer uma análise município a município, para ver a diferença que há em relação à cobertura vacinal por faixa etária em cada um, de modo a entender porque algumas cidades estão avançando mais rápido na imunização contra a doença do que outras.

“Será feita uma avaliação do porquê dessa diferença para ver se o município precisa de algum tipo de ajuda, algum tipo de apoio, vamos colocar os nossos técnicos à disposição, para verificar se tem algum problema em relação a isso. É importante que a gente avance, mas sem deixar ninguém para trás”, disse Gilvado Ricardo.

O toque de recolher continua vigorando nas sextas-feiras e sábados, das 00h às 5h. Com isso, os estabelecimentos comerciais, nesses dias, continuam podendo funcionar até 23h, respeitando o limite de ocupação a 50% da capacidade. Shows e grandes festas seguem proibidos. Parques de diversão, circos, teatros e similares podem funcionar com capacidade de 50%.

Durante a reunião, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) apresentou um relatório com os resultados das fiscalizações realizadas pela Polícia Militar, reunindo informações sobre onde essas atividades estão ocorrendo e quais os principais problemas encontrados. O objetivo é que o Comitê tenha subsídios para orientar medidas de reforço de fiscalização ou de redirecionamento.

“A fiscalização precisa ser cada vez mais efetiva, ela é essencial para evitar as aglomerações. A fiscalização é outro instrumento extremamente importante porque, embora a maioria da população esteja consciente de que as medidas restritivas precisam ser tomadas, infelizmente em alguns locais ainda tem insistência”, disse ainda Givaldo Freitas.

Observatório de Sergipe 

Dados do Observatório de Sergipe divulgados nesta semana, confirmam a tendência de queda nos índices da pandemia no estado. O mês de julho, por exemplo, teve o menor número de casos desde dezembro de 2020 e o menor número de mortes pela covid-19 desde março. 

Com informações atualizadas até 9 de agosto, o relatório aponta que 45 municípios não registraram óbitos nas duas últimas semanas. Mas o destaque foi para o Médio Sertão do estado, composto por Aquidabã, Cumbe, Feira Nova, Graccho Cardoso, Itabi e Nossa Senhora das Dores: nesses municípios por três semanas consecutivas não foram registradas mortes em decorrência da covid-19.

Em contraponto aos dados positivos, o relatório traz um alerta para duas regiões do estado: Grande Aracaju, que registrou aumento no número de casos confirmados no período – até o dia 9 -, e a região Leste, que teve a maior alta.

Em Sergipe, 276.504 pessoas já testaram positivo para a covid-19, segundo a Secretaria de Estado da Saúde, e 5.942 morreram.

Fonte: F5News