Secretário executivo do Ministério da Educação (MEC), Victor Godoy Veiga foi nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) para assumir interinamente o cargo de ministro da Educação. Ele ocupará o lugar de Milton Ribeiro, que pediu demissão na segunda-feira (28), após denúncias de suposto favorecimento a pastores na pasta. As informações são do Estadão.

O novo cargo de Godoy foi publicado na edição do Diário Oficial da União desta quarta-feira (30). Ele exercia a função de secretário executivo da pasta desde julho de 2020, mesmo período em que Milton Ribeiro assumiu o comando da pasta.

Conforme informações do próprio site do MEC, Victor Godoy Veiga é formado em  Engenharia de Redes de Comunicação de Dados pela Universidade de Brasília e tem pós-graduação em Altos Estudos em Defesa Nacional pela Escola Superior de Guerra, e em Globalização, Justiça e Segurança Humana pela Escola Superior do Ministério Público em parceria com o Institut für Friedenssicherungsrecht und Humanitäres Völkerrecht der Ruhr – Universität Bochum (Alemanha) e a University of Johannesburg (África do Sul).

Godoy é a quinta nomeação do presidente Jair Bolsonaro no MEC em menos de quatro anos. Já passaram pela Pasta Ricardo Vélez Rodriguez, Abraham Weintraub, Carlos Alberto Decotelli e Milton Ribeiro.